Crise | Diplomacia | Magrebe

Marrocos responsabiliza Frente Polisario por aumento de tensão na fronteira

PolisatrioGuerguerat03

Marrocos responsabilizou ontem a Frente Polisario pelo aumento da tensão na região fronteiriça de Guerguerate devido à construção de novas barreiras que forçam a passagem dos automóveis num corredor estreito sob os olhares dos oficiais armados, referiu a Al-Youm 24.

Estes desenvolvimentos surgem numa altura em que o dossier do Sahara entra na sua fase crítica anual no Conselho de Segurança da ONU, representando o escalar da crise nesta região fronteiriça. “Esta situação é o prenúncio da imposição de um controlo alfandegário entre as fronteiras de Marrocos e da Mauritânia”, referem as fontes contactadas pela Al-Youm 24. A medida poderá culminar com a imposição de vistos alfandegários e pagamentos de taxas à Polisario por veículos que passem no controlo.

Guerguerate é uma zona no Sahara Ocidental, a 11 kms da fronteira com a Mauritânia e a 5 kms do Oceano Atlântico, que actualmente está sob controlo marroquino.

Em entrevista à Quds Press, Mohamed Khaddad, membro da delegação da Polisario para as negociações directas com Marrocos afirmou que a sua organização espera que o novo Secretário Geral da ONU António Guterres nomeie um novo enviado especial para substituir Christopher Ross.

Khaddad recusou as acusações de que a Polisario tenha dado quaisquer passos para escalar a tensão na situação de Guerguerate, acusando Marrocos de “violar o cessar fogo ao permitir a entrada do exército na região e tentar construir no local uma estrada, e congelar as negociações desde 2012”, afirmou.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo