Magrebe

Mulheres líbias impedidas de viajar para o exterior sem vigilância

mulher libia

O governante militar da região do leste da Líbia, general Abdul Razek al-Nazouri, anunciou a sua decisão de proibir as mulheres líbias de deixarem o país sem vigilância de um homem.

A região do Leste da Líbia é administrada pelo governo e parlamento internacionalmente reconhecidos, sediado em Tobroq, que luta pelo controlo completo da Líbia contra outra fação em Trípoli, a oeste da Líbia.

De acordo com a decisão de Al-Nazouri, as mulheres líbias com menos de 60 anos não têm permissão para viajar para o exterior sozinhas, ou com outras mulheres líbias.

A lei prevê que as mulheres que ousarem desafiá-la “serão severamente punidas”. O motivo invocado pelo governo, dominado por militares do Exército Nacional Líbia, é a “segurança nacional”, com base no argumento de que há mulheres que quando se deslocam ao estrangeiro, contactam com serviços secretos de outros países.

A medida, já em execução no aeroporto de Tobrok, foi fortemente condenada pela Chefe da Organização Líbia Minbar para os direitos das mulheres.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo