Médio Oriente | Segurança

Estado Islâmico está a reorganizar-se e concentra ataques na Europa, alertou a ONU

estado-islamico

Apesar das derrotas militares na Síria e Iraque, a organização terrorista Estado Islâmico (EI) reorganizou-se e “concentra mais que nunca” os seus ataques no exterior das zonas de conflito e particularmente na Europa, afirmou o subsecretário geral dos assuntos políticos na ONU, Jeffrey Feltman.

Para Feltman os recentes ataques perpetrados na Bélgica, França, Reino Unido, Suécia, Rússia, Alemanha e Turquia, indicam esta revisão da estratégia operativa do Estado Islâmico.

Reconhecendo que o número de jihadistas da organização terrorista baixou nos últimos 16 meses, Jeffrey Feltman explicou ao Conselho de Segurança que o Estado Islâmico pode ainda contar com “dezenas de milhões de dólares por mês provenientes, entre outros, da venda de petróleo, extorsão de fundos, raptos por resgates, tráfico de antiguidades e exploração dos recursos mineiros dos territórios que controla”.

Fazendo alusão aos combatentes estrangeiros no Estado Islâmico, Feltman avança que o número também diminuiu nos últimos 16 meses, mas “o regresso e a reinstalação desses combatentes, vindos de zonas de conflito para outras regiões, representa uma ameaça para a segurança internacional”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo