Médio Oriente | Segurança

Mais de 1000 prisioneiros palestinianos em Israel iniciam greve da fome coletiva

palestinianosPrisao

Mais de mil prisioneiros palestinianos em Israel iniciaram esta segunda-feira uma inédita greve da fome coletiva, respondendo ao apelo de Marwan Barghouth, condenado à prisão perpétua em Israel, acusado de terrorismo e líder da segunda intifada.

“Cerca de 1.300 prisioneiros palestinianos iniciaram uma greve da fome e este número poderá aumentar nas próximas horas”, confirmou à agência AFP o responsável da Autoridade Palestiniana para as questões dos prisioneiros, Issa Qaraqee.

Um número contestado pela administração penitenciária israelita que afirma que “700 prisioneiros anunciaram domingo a intenção de iniciarem uma greve da fome”.

A greve da fome acontece no “Dia dos Prisioneiros”, celebrado anualmente desde há 40 anos pelos militantes palestinianos.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo