Crise | Diplomacia | Médio Oriente

ONU anunciou ao Qatar que não vai envolver-se na disputa do Golfo

A general view shows the cityscape of the Qatari capital Doha on March 9, 2009. AFP PHOTO/KARIM JAAFAR / AFP / KARIM JAAFAR

O Conselho de Segurança das Nações Unidas instou o Qatar a resolver o diferendo com os seus vizinhos do Golfo, referiu o embaixador da China na segunda-feira, avançando que o órgão das Nações Unidas não se irá envolver no conflito.

O ministro dos negócios estrangeiros do Qatar, Sheikh Mohammed bin Abdulrahman Al-Thani, esteve reunido com os membros do Conselho de Segurança na passada sexta-feira para discutir a rutura das ligações com a Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrain e com o Egito.

Liu Jieyi, embaixador chinês, disse que “o melhor caminho seria os países considerarem entrar em conversações para chegar a um consenso entre eles”.

Al-Thani pediu aos membros do Conselho para exigir às nações do Golfo que retirem as restrições do espaço aéreo e outras restrições que limitem o comércio com o Qatar.

A Arábia Saudita e os seus aliados anunciaram no passado dia 5 de Junho o corte relações com o Qatar alegando que o país apoia organizações terroristas e está demasiado próxima do Irão, acusações que foram negadas por Doha.

As nações lideradas pelos sauditas apresentaram uma lista de exigências ao Qatar que incluem o fim do apoio de Doha à Irmandade Muçulmana, o encerramento da cadeia de televisão al Jazeera, corte de relações diplomáticas com o Irão e encerrar uma base militar turca no emirado.

Sheikh Mohammed declarou que a lista de exigências “foi feita para ser rejeitada”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo