Crise | Diplomacia | Mundo

ONU aprova sanções mais duras de sempre contra a Coreia do Norte

conselho_segurança_ONU

O Conselho de Segurança da ONU aprovou na segunda-feira, por unanimidade, as sanções mais duras de sempre contra a Coreia do Norte.

A resolução aprovada, destinada a isolar economicamente a Coreia do Norte, limita as importações de petróleo e derivados e proíbe as exportações de têxteis,  confere aos países a capacidade de congelarem ativos dos cargueiros cujos operadores não concordem com inspeções em alto mar e não permite que sejam concedidos vistos de trabalho aos norte-coreanos empregados fora do país, o que os impedirá de enviar remessas dos rendimentos para o país de origem.

“Estamos a agir em resposta a novos desenvolvimentos perigosos”, afirmou a representante dos EUA junto da ONU, Nikki Haley, citada pela Bloomberg. “Estas são as medidas mais duras alguma vez impostas contra a Coreia do Norte”, acrescentou.

Este conjunto de sanções é menos dura do que aquilo que pretendiam os EUA, que sugeriu uma proibição total de venda de crude, produtos petrolíferos refinados e gás à Coreia do Norte por parte dos Estados-membros da ONU.

Estas medidas, somadas às sanções anteriores, que fixaram um embargo às exportações de carvão, ferro, peixe e marisco, representam uma perda de 2.700 milhões de dólares (cerca de 2,26 mil milhões de euros) para a Coreia do Norte, valor que corresponde a 90% das vendas ao estrangeiro, segundo cálculos apresentados no ano passado pelos Estados Unidos, refere a edição do Observador.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo