Sahel | Segurança

Mali: Operação anti-terrorista Filidjo continua em Gao

Filidjo

O exercito maliano lançou, há duas semanas, a operação anti-terrorista Filidjo, depois do ataque de há três semanas a um acampamento militar que fez 77 mortos em Gao, reivindicado pelo Al-Mourabitoune, um braço do grupo da Al-Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI).

A operação em curso não passou despercebida em Gao. Perseguições noturnas, inspeção de veículos em todos os pontos de entrada da cidade, escritórios comerciais revistados, que levou à detenção e e procedimento de interrogatórios de vários suspeitos.

Após duas semanas de operação, foram apreendidas caixas de munições, metralhadoras e metralhadoras pesadas, um colete de explosivos para permitir uma operação suicida, assim como documentação de hardware, computadores e chaves de memória USB.

“Procuramos estabelecer ligações entre este material e o ataque de 18 de janeiro”, disse uma fonte da segurança do Mali que realçou a cooperação bem sucedida com a força francesa Barkhane, Minusma e os grupos armados signatários do acordo de paz: Plataforma pró-Bamako e ex-rebeldes do CMA.

A operação Filidjo vai prosseguir e deverá estender-se às cidades vizinhas, como Ansongo ou Bourem.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo