Economia | Nacional

Excedente da Segurança Social melhorou 492 milhões face a 2015

segurancasocial

O Conselho de Finanças Públicas publicou esta quinta-feira o relatório sobre a análise da execução orçamental da Segurança Social e da Caixa Geral de Aposentações e conclui que registou um excedente de 1534 milhões de euros face a 2015, ou seja, 500 milhões que entraram nos cofres do Estado. A receita cresceu 3,2% e a despesa apenas 1,2%.

A contribuir para este resultado, houve mais gente a contribuir e o Estado teve que gastar menos a pagar prestações sociais como, por exemplo, desemprego.

“Não considerando o impacto da transferência extraordinária do Orçamento do Estado (OE) para o Sistema Previdencial, constata-se que a Segurança Social atingiu, em 2016, um excedente de 883 milhões”, diz o comunicado, acrescentado que “este saldo reflete uma melhoria de 559 milhões, atribuível ao Sistema Previdencial, que revela um excedente orçamental de 494 milhões”.

Também a Caixa Geral de Aposentações registou um excedente de 87 milhões de euros. Consequência do aumento da receita por causa da reposição dos cortes salariais da Função Pública.

O Conselho de Finanças Públicas indica que o número de reformados da Caixa Geral de Aposentações caiu no ano passado pela primeira vez desde 1969, tendo havido menos 3.655 aposentados face ao final de 2015.

Também o número de novos aposentados, excluindo pensionistas de sobrevivência, “foi o mais baixo desde 1993”, já que foram registados “apenas 8.727 novos pensionistas, refletindo uma redução de 7.471”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo