Nacional

Ministro da Defesa elogia “profissionalismo e sentido de dever” dos militares recém-chegados do Kosovo

_JSC3403
Ministro da Defesa Nacional e Comandante do 1º Batalhão de Infantaria Mecanizado de Rodas (Tenente-Coronel António Cardoso)

Os 167 militares da missão de Reserva Tática na operação da NATO no Kosovo (KFOR), chegaram esta quinta-feira ao Aeródromo de Trânsito Nº 1, onde foram recebidos com elogios do ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes.

O início do processo de retração do Batalhão de Infantaria Mecanizado de Rodas do Exército do Kosovo deu-se a 28 de abril. Sobre a estadia dos militares naquele país, o ministro destacou o elevado profissionalismo e sentido de dever, numa missão que contribuiu para a estabilidade daquele território e para o prestígio internacional das Forças Armadas portuguesas, refere a nota oficial do Ministério da Defesa.

O regresso destes militares marca o fim da presença portuguesa na operação da NATO no Kosovo (KFOR), contudo José Alberto Azeredo Lopes fez questão de frisar que isso não significa um menor empenhamento para com a NATO, ou qualquer desinvestimento nas Forças Nacionais Destacadas.

Portugal esteve presente na KFOR de 1999 a 2017, com a exceção de 2002 e 2004, tendo participado nesta operação cerca de 7.000 militares.

Portugal vai continuar a contribuir para a Missão da NATO no Kosovo, com um destacamento de 15 militares em funções de Estado-Maior e na área das informações.

Atualmente, a missão da NATO no Kosovo consiste em contribuir para a manutenção de um ambiente seguro e à garantia da liberdade de movimentos com a participação de 29 países e cerca de 4600 efetivos, sublinha o comunicado.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo