Segurança | Sociedade

Por motivos de segurança, 537 pessoas barradas ao entrar em Portugal em 2016

sef
Arquivo

537 pessoas foram barradas ao entrar em Portugal, em 2016, na sequência de alertas de segurança no Sistema de Informação Schengen (SIS), a maior base de dados europeia de controlo de fronteiras, ligada a 29 países, avança esta quarta-feira o Diário de Notícias (DN).

Conforme reporta o DN, das 537443 provinham de países terceiros, com antecedentes criminais, expulsos de estados Schengen, imigrantes ilegais e estavam sujeitos a ordens de não admissão ou permanência nesta zona de livre circulação. Outras 94 eram alvo de mandados de detenção europeu, foram detidas e extraditadas.

No ano passado, foram ainda detetados, em consultas das autoridades nacionais ao SIS, 424 estrangeiros procurados, no âmbito de processos judiciais instaurados noutros países europeus, embora nestes casos nem sempre implique a proibição de entrar mas, quase sempre, um pedido de paradeiro.

De acordo com o jornal, foram também referenciados nas nossas fronteiras 960 estrangeiros alvo de vigilância “discreta e especial”, a pedido de autoridades dos estados membros.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo