Ásia | Sem categoria

Militantes uigures ameaçam a China num vídeo do Estado Islâmico

uighur

Um vídeo supostamente divulgado pelo Estado Islâmico (EI) nesta segunda-feira apresenta ativistas da minoria étnica uigur da China ameaçando regressar a casa para “derramar o sangue como rios”, segundo a análise da empresa SITE Intelligence Group sediada nos Estados Unidos, que faz o rastreamento jihadista, citada pela AFP.

Momentos antes de executar um alegado informador, um ativista uigur anuncia a primeira ameaça direta do EI contra a China. De acordo com a interpretação do SITE, o combatente disse: “nós voltaremos para esclarecer-vos com as línguas das nossas armas, para derramar sangue como rios e vingar dos oprimidos.”

A China atribuiu ataques violentos na região autónoma da província de Xinjiang aos “separatistas” exilados uigures e advertiu sobre a sua colaboração potencial com grupos jihadistas no exterior. Muitos uigures, etnia minoritária – que são tradicionalmente muçulmanos – relataram sofrimento cultural e perseguição religiosa pela China.

Michael Clarke, especialista em Xinjiang na Universidade Nacional Australiana, disse à AFP que o vídeo mostra que a China é agora “alvo da retórica jihadista”. E realça que “é a primeira vez que os militantes uigures declaram fidelidade ao Estado Islâmico”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo