Ásia | Crise | Sem categoria

Paquistão condena à morte indiano por acusações de espionagem

32AEB68000000578-3516368-image-a-1_1459383863726

O Paquistão sentenciou à morte um indiano por acusações de espionagem, aumentando as tensões entre os dois países.

A Índia afirma que o ex-oficial naval foi “raptado” do Irão, adiantando que a sua execução será um acto de “crime premeditado”.

Kulbubshan Jadhav foi preso em Março de 2016 pelo “seu envolvimento em actividades de espionagem e sabotagem contra o Paquistão”, de acordo com um comunicado emitido pelas forças armadas do Paquistão.

O mesmo documento afirma que Jadhav confessou que tinha sido recrutado pela agência de espionagem da Índia para “planear, coordenar e organizar actividades de espionagem/ sabotagem com o objectivo de desestabilizar e criar guerra contra o Paquistão”. Um tribunal militar considerou Jadhav culpado em dois crimes de espionagem, tendo-o sentenciado à morte.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo