Companhia Nacional de Bailado regressa ao Teatro Nacional do Porto

O Teatro Municipal do Porto apresenta nos próximos dias 28 e 29 de maio duas peças históricas remontadas pela Companhia Nacional de Bailado. São duas obras coreográficas de referência do século XX, que refletem as inquietações dos seus autores sobre a ideia de guerra.

O programa Dançar em Tempo de Guerra, da Companhia Nacional de Bailado (CNB), reúne duas obras criadas nos anos 30 do século passado, A Mesa Verde (1932) e Chronicle (1936). As peças realizam-se às 19h00, no Teatro Rivoli, no Porto.

No sábado, 29 de maio, às 15h00, o Teatro Nacional do Porto promove ainda uma sessão “História(s) da Dança” sobre a obra de Martha Graham e Kurt Jooss, com Maria José Fazenda, professora coordenadora na Escola Superior de Dança – Instituto Politécnico de Lisboa. Esta atividade é gratuita e vai decorrer online, na sala Zoom do TMP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

“Calígula morreu. Eu não“, espetáculo com encenação de Marco Paiva e texto da dramaturga espanhola Clàudia Cedó, chega à Sala…
Moçambique: Governo promete igualdade de género

Moçambique: Governo promete igualdade de género

O Governo moçambicano reiterou o compromisso de trabalhar para garantir a igualdade de género no país, em conjunto com todos os intervenientes sociais. O foco, disse,…
Deputado Paulo Porto dedica mensagem à diáspora portuguesa

Deputado Paulo Porto dedica mensagem à diáspora portuguesa

O deputado Paulo Porto, eleito pelo círculo de fora da Europa, gravou uma mensagem para a diáspora portuguesa em virtude…
Timor-Leste sofre subida de denúncias de violência de género

Timor-Leste sofre subida de denúncias de violência de género

Os casos de violência de género reportados à justiça quase duplicaram em Timor-Leste, tendo estas denúncias sido feitas em vários municípios. Isto acontece depois…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin