Agenda | Ciência

Dia Internacional das Mulheres e Raparigas na Ciência assinala-se amanhã

Assinala-se amanhã, 11 de fevereiro, o Dia Internacional das Mulheres e Raparigas na Ciência, criado em 2015 pela Assembleia Geral das Nações Unidas como forma de alertar para a desigualdade de género que penaliza as oportunidades e carreiras das mulheres nos domínios da ciência, da tecnologia e da inovação.

O Governo português em comunicada refere que irá assinalar este dia e que tem apostado no combate à desigualdade de género nas CTEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) nas instituições de ensino e de investigação, recordando desde logo a Lei n.º26, de 2019 que estabelece um limiar de paridade de 40% nas listas concorrentes nas instituições do ensino superior, mas também através de 2 projetos financiados pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG).

Em Portugal a presença de mulheres entre as pessoas diplomadas em TIC tem diminuído desde 1999, de 26% para 17,4% em 2009, passando a ser de 21%, em 2018. Para combater essa realidade, foi criado o Projeto Engenheiras Por Um Dia, que já alcançou 7975 jovens do 3º ciclo e ensino secundário. Ao abrigo desse projeto arranca, esta quinta-feira, o Ciclo de Workshops Raparigas nas Engenharias e Tecnologias.

A iniciativa, a decorrer entre fevereiro e maio, vai alcançar mais de 2000 estudantes em sessões online de partilha de conhecimento, experiências e esclarecimento de dúvidas. O grande objetivo é valorizar e dar a conhecer o trabalho de mulheres profissionais nestas áreas e que se constituem como role model para as mais jovens.

As primeiras sessões decorrem amanhã, 11 de fevereiro. A discussão abre com o mote “Engenharia é Ciência” pelas 10 horas. Às 14:30 a Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, participará noutra sessão intitulada “Um pequeno passo para as Mulheres…Um grande passo para a Humanidade”, com a presença de Ana Afonso e Sílvia Vicente, astrofísicas, Vera Gomes, coordenadora de Políticas Europeias na área do espaço, Andreia Nunes, escritora e investigadora CIES-IUL, e Fernando Carvalho, professor e jornalista.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo