Há Fado no Cais com Hélder Moutinho no Grande Auditório do CCB a 19 de novembro

“Neste meu concerto no dia 19 de Novembro no Grande Auditório do CCB, vou cantar tudo (ou quase tudo) aquilo que não canto habitualmente.” É assim que o fadista Hélder Moutinho convida os espectadores para o seu próximo concerto.

Do portfólio fazem parte algumas estreias que fazem parte do seu próximo disco, outras que gravou nos últimos dois e que ainda não tinha cantado ao vivo, e algumas canções, completamente originais, que fazem parte de um novo desafio. Tem duas convidadas confirmadas, “uma convidada que não canta, mas encanta com a arte de dizer poesia como ninguém e outra que é definitivamente uma das mais importantes referências vivas que o fado felizmente ainda tem”, refere o fadista.

Helder Moutinho é intérprete, compositor e poeta, profundo conhecedor dos segredos, códigos e mistérios do Fado, tem mais de vinte anos de carreira consagrada à herança que recebeu dos seus familiares e dos grandes mestres que se cruzaram na sua vida, tornando-o assim num fadista de culto. Uma herança que acarinha, preserva e amplifica para um fado cada vez mais contemporâneo.

Helder Moutinho está neste momento em fase de conclusão do seu novo disco, que deverá ser editado no início de 2022. Neste espetáculo, além de uma retrospetiva da sua carreira, fará uma antecipação de algumas músicas que farão parte do novo trabalho, que está a ser desenvolvido com o poeta João Monge.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin