Começou a COP26, cerca de 120 líderes mundiais reúnem-se para discutir o combate às alterações climáticas

Cerca de 120 líderes reuniram-se em Glasgow ontem (segunda-feira) no início da COP26, lançando as duas semanas de negociações globais para ajudar a determinar se a humanidade pode levar adiante as ações urgentes necessárias para evitar alterações climáticas catastróficas.

Enquanto o mundo experimenta temperaturas recordes e condições meteorológicas extremas, levando o planeta perigosamente perto da catástrofe climática, a necessidade de ações urgentes na COP26 nunca foi tão clara.

Dirigindo-se aos líderes no primeiro grande encontro global desde a pandemia COVID-19, o presidente da COP Alok Sharma disse: “A ciência é clara que a janela de tempo que temos para manter a meta de 1,5 ℃ viva e evitar os piores efeitos do clima mudança, está a fechar rápido. Mas, com vontade e compromisso políticos, podemos e devemos apresentar um resultado em Glasgow do qual o mundo possa se orgulhar. ”

Os líderes também foram abordados pela poetisa Yrsa Daley-Ward, cujo poema Terra especialmente encomendado à COP inclui os versos: “Qualquer coisa menos do que o seu melhor é muito para pagar. Qualquer coisa depois de agora, muito pouco, muito tarde. Nada vai mudar sem você.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Brasil: FMI anuncia previsão negativa para o crescimento do Brasil em 2022, apenas 0,3%

Brasil: FMI anuncia previsão negativa para o crescimento do Brasil em 2022, apenas 0,3%

O Fundo Monetário Internacional (FMI) derrubou as suas previsões de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2022…
Moçambique: PM observa impacto da depressão tropical Ana em Nampula

Moçambique: PM observa impacto da depressão tropical Ana em Nampula

O primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário, inicia nesta quarta-feira, 26 de janeiro, uma visita de trabalho à província de…
Cabo Verde: PAICV diz que falta de voos domésticas e custos elevados são grandes obstáculos ao desenvolvimento económico

Cabo Verde: PAICV diz que falta de voos domésticas e custos elevados são grandes obstáculos ao desenvolvimento económico

A declaração foi feita pelo porta-voz da Bancada parlamentar do PAICV, Walter Évora, durante a conferência de imprensa de balanço…
Angola: Governo aprova plano de endividamento para 2022

Angola: Governo aprova plano de endividamento para 2022

A Comissão Económica do Conselho de Ministros de Angola aprovou nesta terça-feira, 25 de janeiro, o Plano Anual de Endividamento…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin