Angola | Notícia | São Tomé e Príncipe

Justiça Angolana persegue corrupção até São Tomé e Príncipe

Segundo contatos da E-Global no meio judicial angolano, a justiça de Luanda terá identificado mais uma ramificação dos negócios do General Kopelipa e Leopoldo Nascimento desta vez a STP.

Agora a justiça angolana está interessada nos negócios realizados por via da intervenção do famigerado empresário chinês Sam Pa, detido, em 2015, por corrupção, pelas autoridades do seu país. Alegadamente o processo do chamado caso do China International Fund terá indícios da realização de empréstimos no valor de 30 milhões de US dólares, concretizados por esta entidade, a STP, durante o governo de Patrice Trovoada. Acresce que Américo Ramos agora eleito para Secretário Geral da ADI, por imposição de Patrice Trovoada, era então o Ministro das Finanças do Executivo. Esta eleição estará já a criar desconforto nos meios políticos da oposição em STP, dado o facto de Ramos ter sido constituído arguido e detido preventivamente por causa do processo de alegado desvio de 17 milhões de dólares de um fundo kwaitiano.

Mas as suspeitas da justiça de Luanda recaem também sobre a mediação de Manuel Vicente entre Patrice Trovoada e Sam Pa, em negócios relacionados com a alegada adjudicação da exploração do bloco 2 da ZEE a Sonangol.

É caso para perguntar: conseguirá a justiça angolana apurar a verdade?

 

Manuel Eliano

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo