Ciência | Especial COVID-19

Confinamento reduziu a qualidade do sono em 39,4%, de acordo com um novo estudo

dormir; sono;

Cientistas da UCL descobriram que a qualidade do sono se deteriorou em 39,4% na população em geral durante o confinamento. O estudo teve por base mais de 70.000 participantes que foram acompanhados nas últimas 52 semanas.

Os investigadores descobriram que o número de pessoas que disseram que sua qualidade de sono era “muito má” aumentou do outono de 2020 (5,41%) até o início do ano novo (10,1%). Além disso, menos de 1 em 10 (7,7%) pessoas dizem que estão com uma qualidade de sono “muito boa”. E é aqui que os cientistas veêm uma redução de 39,4% na qualidade do sono que das pessoas.

Curiosamente, esta situação não está relacionada ao vírus em si, porque, segundo o estudo, há menos pessoas preocupadas em ficar infetadas com COVID-19, neste momento apenas 28,7% dos participantes disseram que estavam stressados ​​por serem infetados ou ficar gravemente doentes com o Covid-19. No final do ano passado esse número era de 45,1%.

No entanto, 28,7% dos participantes estão preocupados com a sua situação financeira. Por fim, as pessoas referem estar também preocupadas com as vacinas. Algumas estão preocupados em não receber a vacina rapidamente, outros ainda estão preocupados com a sua segurança e eficácia.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo