Contracetivo de auto-aplicação dá mais liberdade às mulheres na África Subsaariana

A Sayana Press é um método contracetivo de auto-aplicação trimestral. A injeção foi desenvolvida pela farmacêutica Pfizer.

A Organização Não Governamental PATH, sediada nos EUA, iniciou projetos piloto com esta injeção em 2014. Os projetos piloto para uso da Sayana Press começaram no Uganda em 2014, passaram por Burkina Faso, Niger e Senegal. Durante estes projetos, entre julho de 2014 e junho de 2016, foram distribuídas cerca de meio milhão de doses.

A Sayana Press é um contracetivo de auto-aplicação, o que significa que as mulheres podem administrar facilmente a injeção. Esta facilidade permite às mulheres e às famílias ter uma maior autonomia na gestão do planeamento familiar. Para além de ser fácil de administrar é também mais fácil de adquirir nestes países. Desde 2012, a Sayana Press está disponível por apenas 1 dólar para os 69 países mais pobres do mundo.

Em outubro de 2016, os resultados dos testes no Uganda mostraram que 88% das mulheres utiliza facilmente a Sayana Press, e quase 100% deseja continuar a utilizar este método contracetivo.

Estima-se que mais de 200 milhões de mulheres em países em desenvolvimento querem planear a sua gravidez, mas não têm forma de o fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

EUA anunciam milhões em financiamento para projetos focados em tecnologia de energia das ondas

EUA anunciam milhões em financiamento para projetos focados em tecnologia de energia das ondas

O Departamento de Energia dos Estados Unidos anunciou que serão dados até 27 milhões de dólares em financiamento federal para…
Prevê-se que até ao final do século malária e dengue afetem mais de 8 biliões de pessoas

Prevê-se que até ao final do século malária e dengue afetem mais de 8 biliões de pessoas

Estima-se que 8,4 biliões de pessoas possam estar sob risco de malária e dengue até o final do século se…
Timor-Leste: Segunda fase de pagamento da Cesta Básica chega a 53 empresas

Timor-Leste: Segunda fase de pagamento da Cesta Básica chega a 53 empresas

O Ministério das Finanças de Timor-Leste realizou o pagamento da segunda fase da Cesta Básica a 53 empresas fornecedoras dos produtos alimentares da…
Cabo Verde: Ganhos na segurança alimentar ameaçados pela Covid-19

Cabo Verde: Ganhos na segurança alimentar ameaçados pela Covid-19

O ministro da Agricultura e Ambiente de Cabo Verde, Gilberto Silva, declarou que os ganhos alcançados pelo país nos últimos anos em matéria…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin