Ciência

Em teoria, superbactéria recém-descoberta pode sobreviver em Marte

Uma equipa de investigadores da Universidade Estatal de Tomsk (TSU), na Sibéria, descobriu em águas subterrâneas uma bactéria que pode sobreviver sem luz solar e sem oxigénio, levando a crer que, teoricamente, é capaz de sobreviver em Marte.

Segundo informou a TSU, trata-se de “uma bactéria identificada como Desulforudis audaxviator e encontrada pela primeira vez em águas subterrâneas nas profundezas da Terra, designadamente de uma fonte termal situada na floresta siberiana perto da cidade de Tomsk.

Há mais de 10 anos que cientistas de muitos países tentavam encontrar a bactéria, residindo o interesse dos investigadores na capacidade do microrganismo em obter energia na ausência de oxigénio e da luz do Sol, capacidade que, em teoria, pode demonstrar que é possível existir vida noutro planeta, por exemplo, em Marte.

Os cientistas russos foram os primeiros a descobrir a Desulforudis audaxviator, uma das mais antigas bactérias que habitam o nosso planeta, sendo caracterizada por conseguir sobreviver sem oxigénio e obter energia a partir de sulfatos e oxidação de hidrogénio ou de componentes orgânicos.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo