Filipa Bessa participa na 7ª Assembleia do Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência da ONU

Filipa Bessa, investigadora da Universidade de Coimbra (UC), participa na 7ª Assembleia do Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, que se realiza hoje, 11 de fevereiro, em formato virtual, a partir da sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque.

Este ano, o Dia Internacional da Mulher e das Meninas na Ciência tem como tema “Equidade, Diversidade e Inclusão: a Água une-nos” e reúne especialistas de todo o mundo. A assembleia irá mostrar as melhores práticas, estratégias, soluções aplicadas e experiências no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU, mais concretamente o ODS 6 – Água potável e saneamento.

Filipa Bessa, especialista na área da poluição marinha por microplásticos, vai focar a sua intervenção «nos desafios de proteção e restauro dos recursos aquáticos, nos desafios dos contaminantes emergentes e nas oportunidades que a Década dos Oceanos proporcionará no envolvimento em rede, com iniciativas de cooperação e ação coletiva».

Para a investigadora do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), «é uma honra poder participar, enquanto mulher e cientista, nesta iniciativa que promove o contributo justo e balanceado de homens e mulheres na ciência e na sociedade e a partilha de histórias inspiradoras que nos ajudarão nos desafios que enfrentamos para a proteção da água – recurso vital para a sobrevivência da nossa espécie e do planeta».

O Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência foi instituído pela ONU em 2015. Celebrado a 11 de fevereiro, este dia tem como objetivo promover a igualdade de direitos entre homens e mulheres em todos os níveis do sistema educacional, sobretudo nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin