Ciência

Marte pode ter vida microbiana abaixo da superfície

Uma nova pesquisa sugere que as rochas na crosta marciana podem produzir o mesmo tipo de energia química que sustenta a vida microbiana nas profundezas da Terra.

O estudo, publicado na revista Astrobiology, analisou a composição química dos meteoritos marcianos – rochas lançadas da superfície de Marte que eventualmente pousaram na Terra. A análise determinou que essas rochas, em contato consistente com a água, produziriam a energia química necessária para sustentar comunidades microbianas semelhantes às que sobrevivem nas profundezas não iluminadas da Terra. Como esses meteoritos podem ser representativos de vastas faixas da crosta marciana, as descobertas sugerem que grande parte da subsuperfície de Marte pode ser habitável.

“A grande implicação aqui para a ciência de exploração subterrânea é que onde quer que haja água subterrânea em Marte, há uma boa hipótese de haver energia química suficiente para sustentar a vida microbiana subterrânea”, disse Jesse Tarnas, investigador do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA que liderou o estudo. “Não sabemos se a vida alguma vez começou abaixo da superfície de Marte, mas se isso aconteceu, achamos que haveria muita energia lá para sustentá-la até hoje.”

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo