Ciência

Nova espécie de rã fluorescente venenosa descoberta no Brasil

Conhecidos como sapos-abóbora, os Brachycephalus são um tipo de sapos miniatura que vivem na serapilheira da floresta e são mais ativos durante o dia.

Estes sapos endémicos da Mata Atlântica brasileira, leste do Brasil, espalham-se por quase 1.700 km, de Santa Catarina ao sul da Bahia. A espécie recém-descoberta, chamada Brachycephalus rotenbergae, habita na Serra da Mantiqueira ao sul e nas matas dos municípios de Mogi das Cruzes, Campinas e Jundiaí, no estado de São Paulo.

“A descrição de Brachycephalus rotenbergae é baseada numa abordagem integrada, combinando morfologia externa, coloração, osteologia, vocalização e dados genéticos”, disse o autor principal Ivan Nunes da Universidade Estadual Paulista e colegas.

O Brachycephalus rotenbergae tem uma coloração geral laranja brilhante, um corpo robusto, uma cabeça larga e um focinho curto. A cor é a mesma entre os adultos, mas diferente entre os adultos e os juvenis: os espécimes juvenis são ligeiramente mais escuros, conforme relatado para outras espécies de Brachycephalus .

Os machos adultos têm entre 1,35 e 1,6 cm de comprimento e as fêmeas entre 1,6 e 1,8 cm.

“Como outras espécies de Brachycephalus , Brachycephalus rotenbergae apresentou fluorescência quando iluminado por uma lanterna ultravioleta”, acrescentam os investigadores.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo