Ciência | Tecnologia

Novas baterias dão impulso às energias renováveis

Os investigadores têm explorado o uso de materiais de baixo custo para criar baterias recarregáveis ​​que tornarão o armazenamento de energia mais acessível. Agora, comprovaram que uma nova técnica de incorporação de alumínio pode resultar em baterias recarregáveis ​​que oferecem até 10.000 ciclos sem erros.

O custo de produção de energia solar caiu muito nos últimos anos, no entanto, os desafios de armazenamento de energia – que exigem a capacidade de armazenar um fornecimento intermitente e sazonalmente variável – podem impedir que esta tecnologia seja economicamente competitiva, comparativamente às fontes de energia tradicionais de origem fóssil.

Desta forma os investigadores têm explorado o uso de materiais de baixo custo para criar baterias recarregáveis ​​que tornarão o armazenamento de energia mais acessível. Cientistas da Cornell University, liderados por Lynden Archer, mostraram agora que uma nova técnica de incorporação de alumínio resulta em baterias recarregáveis ​​que podem ajudar a ultrapassar os desafios de armazenamento de energia.

Segundo os investigadores, este novo tipo de bateria pode ser uma alternativa mais segura e ecológica às baterias de íon-lítio, que atualmente dominam o mercado, mas que demoram demasiado tempo a carregar e são bastante inflamáveis.

Entre as vantagens do alumínio está o facto de ser abundante na crosta terrestre, ser leve e, portanto, ter alta capacidade de armazenar mais energia do que muitos outros metais. No entanto, o alumínio pode ser difícil de ser integrado aos eletrodos da bateria. A solução dos cientistas para este problema foi projetar um substrato de fibras de carbono entrelaçadas que formam uma ligação química ainda mais forte com o alumínio.

Estas baterias podem ser carregadas de forma reversível e descarregadas mais vezes do que outras baterias recarregáveis ​​de alumínio já produzidas.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo