Os animais também riem, dizem os investigadores

Cientistas da Universidade da Califórnia em Los Angeles examinaram mais de perto o que pode ser considerado uma risada em várias espécies do reino animal e encontraram este comportamento de reprodução vocal em pelo menos 65 espécies.

Os investigadores procuraram informações sobre se as vocalizações dos animais enquanto brincavam eram ruidosas ou tonais, altas ou baixas, agudas ou graves, curtas ou longas, uma única chamada ou um padrão rítmico – buscando características conhecidas de sons de execução do riso.

“Alguns estudiosos sugeriram que esse tipo de comportamento vocal é compartilhado por muitos animais que brincam e, como tal, o riso é a nossa versão humana de um sinal de jogo vocal evolutivamente antigo.”

Os pinvestigadores encontraram comportamento de reprodução vocal documentado em pelo menos 65 espécies, incluindo uma variedade de primatas, vacas domésticas e cães, raposas, focas e mangustos, bem como três espécies de pássaros, incluindo periquitos e pegas australianas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin