Ciência

Pacientes com doenças cardiovasculares correm maior risco de mortalidade por Covid-19

Um estudo desenvolvido por uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) sugere que “a doença cardiovascular é a comorbilidade que acarreta maior risco de mortalidade por COVID-19, seguida da diabetes”.

O estudo confirmou também que probabilidade de mortalidade por COVID-19 é maior nos idosos e nos homens, um aumento de 1,60 a 2,13 vezes. Segundo os investigadores «Encontramos também um aumento do risco de mortalidade associado à idade, principalmente a partir dos 50 anos, sendo este risco, em média, 6,76 vezes maior a partir desta idade, 18,82 vezes maior a partir dos 60 anos, 43,73 vezes maior a partir do 70 anos e 86,87 vezes maior a partir do 80 anos, quando comparado com a classe de referência (até aos 20 anos)».

O estudo conduzido por Francisco Caramelo, Nuno Ferreira e Bárbara Oliveiros teve como objetivo determinar o risco de mortalidade por COVID-19 ajustado à idade, género e presença de outras patologias como diabetes, hipertensão, doença cardiovascular, respiratória ou oncológica, doenças muito presentes na população portuguesa.

Os resultados da investigação estão disponíveis na plataforma UC Against Covid-19, que reúne todos os projetos da Universidade de Coimbra associados aos efeitos e à luta contra a pandemia.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo