Ciência

Poços de petróleo inativos podem ser uma grande fonte de emissões de metano

Poços de petróleo inativos e não tapados podem emitir milhões de quilos de metano a cada ano para atmosfera e para as águas superficiais, de acordo com um estudo da Universidade de Cincinnati.

Amy Townsend-Small, professora associada de geologia e geografia na Faculdade de Artes e Ciências da UC, estudou 37 poços em propriedade privada na Bacia Permiana do Texas, a maior região produtora de petróleo da Terra. Descobriu que sete tinham emissões de metano de até 132 gramas por hora. A taxa média foi de 6,2 gramas por hora.

“Alguns deles estavam a emitir muito metano. A maioria deles estavam a emitir pouco ou nenhum, que é um padrão que vimos em toda a cadeia de abastecimento de petróleo e gás”, disse Townsend-Small. “Algumas poços são responsáveis ​​pela maioria dos vazamentos.”

O metano é um poderoso gás de efeito estufa que os cientistas relacionam com as alterações climáticas. Se a taxa de emissões de metano observada neste estudo for consistente em todos os 102.000 poços inativos no Texas, os 5,5 milhões de quilos de metano libertados seriam equivalentes a queimar 150 milhões de quilos de carvão a cada ano, de acordo com uma estimativa da revista Grist.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo