Portugal atrai 34 milhões de euros de financiamento europeu para investigação e inovação

Portugal conseguiu financiamento no valor de 34 milhões de euros para 22 projetos de Centros de Investigação e Instituições de Ensino Superior nacionais, em concursos do programa europeu Widening do Horizonte 2020.

Este apoio comunitário, representa 29% do total de financiamento aprovado, e irá servir para integrar as entidades portuguesas em redes de colaboração internacionais de referência, com vista a desenvolver campos de investigação específicos para atrair e reter recursos humanos altamente qualificados.

Uma parte significativa dos projetos aprovados é da área da saúde, com foco na investigação em novas terapias antivíricas e imunologia, doenças do cérebro e neurológicas, e na saúde do envelhecimento. Os projetos da área da engenharia abordam temas como a segurança alimentar, biotecnologia alimentar, sistemas sustentáveis de energia, materiais sustentáveis e digital. Existem ainda projetos financiados nas áreas da biotecnologia marinha, ambiente e inovação social.

As entidades nacionais registaram um desempenho acima da média dos restantes estados membros, apresentando uma taxa de sucesso de 32% face à média dos países da UE 27 que foi de 18%. Os Centros de Investigação viram aprovados 12 projetos e as entidades de Ensino Superior 10, obtendo um total de financiamento de 18.7 milhões de euros e de 15.3 milhões de euros, respetivamente.

A região Norte do país foi a que obteve mais financiamento – 13.5 milhões de euros, ou seja 40% do total obtido pelas entidades nacionais, e Lisboa e Vale do Tejo a que conseguiu mais projetos aprovados, 9. Destaca-se também o projeto “Waste to Hydrogen”, do Instituto Politécnico de Portalegre que conseguiu alcançar um apoio de perto de 900 mil euros.

O programa Widening faz parte do quadro de apoio à investigação e inovação da União Europeia, Horizonte 2020, e é composto por quatro instrumentos: Teaming, Twinning, ERA-Chair e COST Actions. Os projetos aprovados estão incluídos nas áreas de Twinning e ERA-Chair, que visam apoiar redes de colaboração entre, pelo menos, duas instituições líderes na Europa e atrair recursos humanos altamente qualificados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Nova terapia repara com sucesso lesões graves da medula espinhal

Nova terapia repara com sucesso lesões graves da medula espinhal

Investigadores desenvolveram uma terapia injetável baseada em nanofibras que permitiu a ratos paralisados ​​com graves lesões na medula espinhal recuperassem…
EUA indicam Cabo Delgado como abrigo de terroristas

EUA indicam Cabo Delgado como abrigo de terroristas

Um relatório sobre terrorismo publicado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos da América (EUA) indica que a província moçambicana de Cabo Delgado…
Angola: Número de pensionistas baixa de 147 mil para 77 mil

Angola: Número de pensionistas baixa de 147 mil para 77 mil

O secretário de Estado dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Domingos André Tchicanha, partilhou publicamente que o processo de recadastramento e prova de…
Cabo Verde teve mais turistas portugueses entre julho e setembro

Cabo Verde teve mais turistas portugueses entre julho e setembro

O Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde informou que o país recebeu mais turistas vindos de Portugal entre julho…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin