Portugal atrai 34 milhões de euros de financiamento europeu para investigação e inovação

Portugal conseguiu financiamento no valor de 34 milhões de euros para 22 projetos de Centros de Investigação e Instituições de Ensino Superior nacionais, em concursos do programa europeu Widening do Horizonte 2020.

Este apoio comunitário, representa 29% do total de financiamento aprovado, e irá servir para integrar as entidades portuguesas em redes de colaboração internacionais de referência, com vista a desenvolver campos de investigação específicos para atrair e reter recursos humanos altamente qualificados.

Uma parte significativa dos projetos aprovados é da área da saúde, com foco na investigação em novas terapias antivíricas e imunologia, doenças do cérebro e neurológicas, e na saúde do envelhecimento. Os projetos da área da engenharia abordam temas como a segurança alimentar, biotecnologia alimentar, sistemas sustentáveis de energia, materiais sustentáveis e digital. Existem ainda projetos financiados nas áreas da biotecnologia marinha, ambiente e inovação social.

As entidades nacionais registaram um desempenho acima da média dos restantes estados membros, apresentando uma taxa de sucesso de 32% face à média dos países da UE 27 que foi de 18%. Os Centros de Investigação viram aprovados 12 projetos e as entidades de Ensino Superior 10, obtendo um total de financiamento de 18.7 milhões de euros e de 15.3 milhões de euros, respetivamente.

A região Norte do país foi a que obteve mais financiamento – 13.5 milhões de euros, ou seja 40% do total obtido pelas entidades nacionais, e Lisboa e Vale do Tejo a que conseguiu mais projetos aprovados, 9. Destaca-se também o projeto “Waste to Hydrogen”, do Instituto Politécnico de Portalegre que conseguiu alcançar um apoio de perto de 900 mil euros.

O programa Widening faz parte do quadro de apoio à investigação e inovação da União Europeia, Horizonte 2020, e é composto por quatro instrumentos: Teaming, Twinning, ERA-Chair e COST Actions. Os projetos aprovados estão incluídos nas áreas de Twinning e ERA-Chair, que visam apoiar redes de colaboração entre, pelo menos, duas instituições líderes na Europa e atrair recursos humanos altamente qualificados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

O Banco de Moçambique decidiu cancelar o registo de 15 operadores de microcrédito. Estes passam a estar assim proibidos de…
Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça acordaram que vão facilitar a emissão de vistos de curta duração, divulgou o Ministério dos Negócios…
Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

O Vice-Presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Domingos Barreto, informou que o debate público dos candidatos à Presidência da…
Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, confere posse a Adriano Maleiane nesta sexta-feira, 04 de março. O ex-ministro da…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin