Ciência

Proprietários florestais da Serra do Açor e do Tejo Internacional recebem 3,4 milhões de euros do Fundo Ambiental

Serra do Açor, Aldeia Histórica do Piódão

O Fundo Ambiental concluiu a assinatura dos contratos com os 14 beneficiários da “1.ª Fase do Programa de Remuneração dos Serviços dos Ecossistemas em Espaços Rurais – Paisagem Protegida da Serra do Açor e Parque Natural do Tejo Internacional”, comprometendo-se, durante 20 anos, a remunerar os proprietários florestais, nas áreas da Serra do Açor e do Parque Natural do Tejo Internacional, num valor global de 3,4 milhões de euros.

Os projetos agora aprovados vão contribuir para a criação de territórios mais resistentes ao fogo e fomentar o seu rendimento. Exemplo disso é retirada dos eucaliptos e a plantação de espécies que sejam mais resilientes ao fogo, como os povoamentos mistos que incluam carvalho-alvarinho e castanheiro. O tratamento de linhas de água são outro dos exemplos que serão apoiados.

Os proprietários, agora beneficiários do Fundo, terão de assegurar o planeamento, a execução, a gestão e a avaliação da intervenção por um prazo de 20 anos consecutivos, de modo a garantir os objetivos ambientais e a criar a estabilidade necessária para alavancar uma nova dinâmica socioeconómica e ambiental nos espaços rurais.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo