Ciência

Setembro de 2020 foi o mais quente alguma vez registado no Planeta

calor;

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), alertou para o facto de setembro ter sido o mês mais quente alguma vez registado na Europa e no Globo.

O Instituto destaca regiões como o Médio Oriente, a Costa Norte da Sibéria, a Austrália e a América do Sul, em que as temperaturas se revelaram bastante superiores à média.

A nível Global, deu-se uma anomalia de +0.63 ° C em relação ao valor normal 1981-2010 e outra anomalia de +0.05 °C em relação ao segundo setembro mais quente registado em 2019.

Quanto a Portugal, a situação também não foi diferente. No Continente, este mês “classificou-se como quente, com uma anomalia de mais de 1.11°C em relação ao valor normal 1971-2000”. O valor médio da temperatura máxima do ar foi 1.93 °C superior ao normal, e relativamente à precipitação, considerou-se como normal, “com um valor médio da quantidade de precipitação de 36.3 mm”, algo “ligeiramente inferior à média 1971-2000”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo