Ciência

Subida do nível do mar vai desacelerar a rotação da Terra

Um estudo de Harvard mostrou que a subida do nível do mar em todo o globo provocou um abrandamento da rotação da Terra. Uma equipa liderada pelo investigador Jerry Mitrovica identificou mudanças na rotação da Terra no século XX, ligadas à elevação global do nível do mar.

Os níveis do mar têm vindo a subir a valores sem precedentes, devido à fusão climática, em grande escala, das camadas de gelo continentais e oceânicas. Esta redistribuição de água é, portanto, ligada a mudanças na rotação da Terra, como observado por Walter Munk, do Instituto de Oceanografia Scripps. Munk notou várias observações sobre a rotação da Terra e a sua velocidade de rotação sobre o degelo desde a última grande glaciação.

Munk observou que, com o derreter do gelo nos pólos da Terra, a massa vai redistribuir em torno da Terra. Haverá um fluxo líquido de massa a partir dos pólos em direção ao equador da Terra, como o derreter do gelo, que afeta a velocidade de rotação da Terra.  Como a massa de gelo se move a partir do eixo de rotação (perto dos pólos) para fora, a velocidade de rotação deve abrandar.

Quando se calcula as contribuições relativas da rotação da Terra, deve incluir-se o núcleo de rotação da Terra para preencher um componente em falta que abranda a velocidade de rotação. Com o aumento da velocidade do núcleo da Terra , os cientistas são capazes de modelar com precisão e prever o abrandamento global de rotação da Terra.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo