Temperaturas anormais responsáveis por 5 milhões de mortes por ano

Um novo estudo internacional descobriu que mais de cinco milhões de mortes por ano podem ser atribuídas a temperaturas quentes e frias anormais.

O estudo constatou que as mortes relacionadas às altas temperaturas aumentaram em todas as regiões de 2000 a 2019, indicando que o aquecimento global devido às alterações climáticas agravará esse número de mortalidade no futuro.

A equipa de pesquisa internacional, liderada por Yuming Guo da Monash University, Shanshan Li e Qi Zhao da Shandong University na China – e publicado no The Lancet Planetary Health – analisou dados de mortalidade e temperatura em todo o mundo de 2000 a 2019, um período em que as temperaturas globais aumentaram 0,26 ° C por década.

O estudo, o primeiro a vincular definitivamente a temperatura aos aumentos anuais na mortalidade, concluiu que 9,43% das mortes globais podem ser atribuídas a temperaturas quentes e frias anormais. Isso equivale a 74 mortes a mais para cada 100.000 pessoas, com a maioria das mortes causadas pela exposição ao frio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Timor-Leste: Aprovados USD 300 milhões adicionais no OGE de 2022

Timor-Leste: Aprovados USD 300 milhões adicionais no OGE de 2022

O Parlamento de Timor-Leste aprovou nesta segunda-feira, 13 de dezembro, cerca de 300 milhões de dólares (266 milhões de euros)…
Portugal recebe mais 273 refugiados do Afeganistão

Portugal recebe mais 273 refugiados do Afeganistão

Portugal recebeu nesta segunda-feira, 13 de dezembro, mais 273 cidadãos afegãos, tendo a maioria deles uma carreira musical e artística. Esta operação decorreu em articulação com os amigos…
Posto fronteiriço entre Moçambique e África do Sul passa a funcionar 24 horas

Posto fronteiriço entre Moçambique e África do Sul passa a funcionar 24 horas

O Posto fronteiriço de Ressano Garcia, na província de Maputo, passou a partir do passado domingo, 12 de dezembro, a…
Revista de Imprensa Lusófona de 14 de dezembro de 2021

Revista de Imprensa Lusófona de 14 de dezembro de 2021

Na Guiné-Bissau a “ANG” noticia “CEDEAO [Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental]: Presidente da Comissão satisfeito com ‘estabilidade reinante’ na Guiné-Bissau”. Segundo “O…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin