Cultura

No Jardim Zoológico de Lisboa abrem-se as “janelas”

De portas encerradas, o Jardim Zoológico de Lisboa reinventa-se e apresenta-se à distância de um clique numa janela virtual de fácil alcance.  A ideia é que os visitantes não percam nada do que se está a passar e possam a assistir aos programas de sustentabilidade ambiental disponíveis online.

Em entrevista à e-Global, Fernando Salema Garção, Vice-presidente do Jardim Zoológico garantiu que não há quaisquer casos de animais infetados e que os trabalhadores têm obedecido a um criterioso plano de turnos, os alimentos não têm faltado e os projectos de conservação mantém-se intactos. Agora que o país regressa “à normalidade” a pouco e pouco, no Zoo de Lisboa aguarda-se pelo regresso dos visitantes, mas, lá dentro, a vida não pára.

 

 Por Ana Gonçalves

 

O mundo parou, mas os jardins zoológicos continuam a funcionar. Como tem sido feita esta gestão do jardim, agora sem visitantes?  Quantas pessoas estão neste momento a trabalhar?

O Jardim Zoológico continuou a funcionar: a limpeza dos arruamentos, a manutenção dos jardins e os cuidados com os animais – tudo foi mantido, mas sem visitantes. Estamos a assegurar o bem estar animal cumprindo com as normas emanadas pela DGS. Foi definido um plano de contingência e criámos turnos para que existam sempre trabalhadores em casa protegidos. Foram ainda reforçadas as medidas de desinfeção e limpeza.

 

É possível visitar o Zoo através de uma janela digital?

Sim, é possível ter “visitar” o Jardim Zoológico” através dos conteúdos que temos vindo a desenvolver. Tivemos de nos reinventar e criar novos conteúdos para os diferentes públicos que nos visitavam. Lançámos o programa “Encontro com o Biólogo” onde abordámos temas como o comércio ilegal, a destruição do habitat ou o clima entre outros temas. Este programa continua disponivel no site do zoo. Criámos ainda o ATL virtual durante as férias da Páscoa para que as crianças tivessem atividades lúdicas e pedagógicas e criámos no nosso site o espaço “Zoo em casa”, onde podem ser encontrados Programas Educativos Online para escolas, e recursos educativos, abrangendo diversas áreas de conhecimento relacionadas com a biodiversidade e a conservação da natureza e alinhadas com a Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania e com o Referencial de Educação Ambiental para a Sustentabilidade. Com as atividades online que temos desenvolvido e que são diferentes de semana para semana, pretendemos entrar nas casas dos portugueses e oferecer aquela que é “a nossa natureza”:

 

Houve necessidade de fazer algum racionamento desde o início da quarentena?

No serviço de nutrição continuámos a trabalhar com fornecedores e com hipermercados que realizam ofertas de alimentos. O serviço de nutrição importa algumas rações e foi efectuado logo em fevereiro um inventário de stocks de alimentos e antecipámos a compra dos mesmos. Conseguimos antecipar a situação e ter garantida a alimentação dos animais.

 

É possível observar alguma diferença de comportamento nos animais agora que vêem muito menos gente?

Não identificamos comportamentos diferentes nos animais. Do dia a dia dos mesmos fazem parte o maneio, alimentação e os enriquecimentos ambientais que estimulam os comportamentos naturais. Estes fatores continuam assegurados nas 300 espécies que fazem parte do Zoo.

 

Do ponto de vista económico estão já a sentir os efeitos desta paragem forçada? Têm recebido alguma espécie de apoio?

Não recebemos apoios. Esta paragem acontece na época baixa do Zoo.

 

 

Há projetos que neste momento estão parados? Esta paragem pode pôr em causa programas de investigação importantes?

Neste momento a prioridade é garantir o bem estar dos animais e manter projectos de conservação com os quais estamos envolvidos.

 

Já houve registo de algum animal infetado com a Covid 19? Como está a ser feito esse controlo?

Não existe nenhum caso até ao momento.

 

Como é que se pode continuar a contribuir para o zoo, mesmo sem o visitar?

Apadrinhando um animal, adquirindo bilhetes quando parque voltar a abrir portas ou visitando o Zoo. Outra forma de contribuir será divulgar a nossa missão de conservação.

 

O que é que o ser-humano pode aprender com esta situação de confinamento? Pensa que daqui para a frente pode haver maior consciência ambiental?

Ainda é cedo para tirar conclusões. Queremos acreditar que todo o trabalho que tem sido desenvolvido não irá dar passos para trás. No Zoo, continuaremos a passar uma mensagem de educação ambiental e incentivar os nossos visitantes a boas práticas, na certeza que a mudança de comportamentos esta relacionada com o bem estar de todos.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo