Cultura

Novo Centro de Arte Contemporânea de Coimbra inaugurado dia 4 de julho

O Novo Centro de Arte Contemporânea de Coimbra vai ser inaugurado no próximo dia 4 de julho, dia da cidade de Coimbra e feriado municipal, numa cerimónia com a ministra da Cultura, Graça Fonseca, e o Presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado.

Ao todo, são 193 obras da Coleção de Arte Contemporânea do Estado, fundamentalmente de artistas portugueses, de várias épocas e gerações que vão ser acomodadas em Coimbra. O programa curatorial inaugural deste novo Centro de Arte Contemporânea é da autoria do curador David Santos.

Este novo equipamento cultural de gestão municipal, instalado num edifício junto ao Arco de Almedina, na Baixa de Coimbra, resulta de um trabalho conjunto entre o Ministério da Cultura, e a Câmara Municipal (CM) de Coimbra.

Na Baixa da cidade, a autarquia tem em fase final de reabilitação um edifício municipal, contíguo ao Arco de Almedina, que está a ser preparado para acolher as 193 obras da Coleção de Arte Contemporânea do Estado, que faziam parte da ex-coleção BPN.

Numa primeira fase, a coleção ficará instalada na Rua Ferreira Borges, mas a intenção é que passe depois para o antigo edifício da Manutenção Militar, que irá ser objeto de requalificação e adaptação profunda que deverá ser financiada, com vista a ser o destino final do novo Centro de Arte Contemporânea de Coimbra.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo