Cultura

Plano Nacional das Artes envolveu mais de 20 mil alunos durante o primeiro ano de existência

Assinala-se hoje o primeiro ano da apresentação pública do Plano Nacional das Artes (PNA), um compromisso das áreas governativas da Cultura e da Educação. Durante o primeiro ano de existência e através do programa Indisciplinar a Escola, o PNA chegou a mais de 20 mil alunos, 400 professores, de 65 agrupamentos, em 16 distritos e nas regiões autónomas, envolvendo 49 municípios.

Ao longo deste ano, o PNA também contou com o envolvimento de mais de 60 artistas e associações culturais, que integraram residências artísticas nas escolas, que preparam ações de formação destinadas a professores e mediadores culturais, e que estão a desenvolver recursos educativos digitais.

No âmbito deste programa, concretamente através da implementação da medida Projeto Cultural de Escola, foram desenvolvidos e trabalhados temas como Transumância, “O Outro que era eu”, “Quebrar os muros da Escola”, “A Escola também é um Museu?”, “Património e Cidadania”, “Urbanidade X Interioridade”, “A Escola invade a Comunidade”, entre outros.

Para o próximo ano letivo 2020/21, e até ao momento, mais 38 agrupamentos escolares já manifestaram interesse em juntar-se ao Indisciplinar a Escola.

O PNA é uma estrutura criada pelos Ministérios da Cultura e da Educação para um horizonte temporal de 10 anos, com o objetivo de promover e aproximar a cultura, as artes e o património dos cidadãos, especialmente crianças e jovens.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo