Portugal: João Morgado regressa da Sérvia onde promoveu a literatura portuguesa com o apoio do Instituto Camões

O escritor português João Morgado, premiado nacional e internacionalmente, lançou, no dia 24 de março, nas instalações da Biblioteca Nacional de Belgrado, na Sérvia, no âmbito do “PORTUGALIVRO” – Festival de literatura portuguesa, o seu livro “knji o Imperiji”, traduzido da obra original: “O Livro do Império, biografia de Luiz de Camões”, no âmbito das celebrações pelos 450 anos da primeira edição d’Os Lusíadas. A obra de Morgado foi traduzida por Anamarija Marinovic e editado por Čigoja štampa.

O evento, que decorreu de 24 a 26 de março, contou ainda com a presença do escritor Afonso Cruz, que foi também convidado, pois tem livros publicados neste país. Esta iniciativa literária teve o apoio do Instituto Camões que apoiou a tradução das obras.

“Este é o ano de internacionalização de algumas das minhas obras, o que me orgulha”, referiu João Morgado, que é também presidente da Casa do Brasil -Terras de Cabra e vice-presidente da Câmara de Comércio da Região das Beiras.

Este responsável considera que “o contacto com o publico sérvio e com alguns estudantes de português foi enriquecedor” e que “conhecer Belgrado foi uma ótima experiência”.

“Vive no país, e nesta cidade, um povo falador, de fácil convívio e, sobretudo, culto, de muita leitura e com muitas e belas livrarias”, explicou Morgado.

A cerimónia de lançamento da obra contou com a presença da embaixadora de Portugal na Sérvia, Virgínia Pina, “que enalteceu a forte presença da literatura portuguesa nas livrarias locais e fez questão de almoçar com os autores no último dia do festival, que contou com grande afluência de público”.

Note-se que este festival visou ainda assinalar os 140 anos de relações diplomáticas entre a Sérvia e Portugal, os 500 anos da expedição de Fernão de Magalhães e a primeira viagem de circunavegação.

Próximos destinos

Em outubro deste ano, João Morgado deverá regressar a Belgrado, aquando da Feira do Livro na cidade, cuja edição prevista para o ano passado acabou por ser adiada em virtude da pandemia de Covid-19.

“Será uma ótima ocasião para lançar um novo romance com tradução para Sérvio: “Fernando de Magalhães e a Ave-do-Paraíso”, disse Morgado, que tem já trabalhos traduzidos em inglês, russo e chinês e outra das suas obras está a ser traduzida para espanhol. Também o seu recente livro, “Contos de Macau”, deverá ser traduzido para inglês e chinês.

Mais informações sobre o escritor podem ser consultadas em https://www.joaomorgado.net/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Lançado Projecto Zona Especial de Processamento Agroindustrial

Moçambique: Lançado Projecto Zona Especial de Processamento Agroindustrial

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nhusi, lançou a 26 de março, na província de Niassa, o Projecto Zona…
Kremlin surpreso com comentários de Biden sobre Putin

Kremlin surpreso com comentários de Biden sobre Putin

O Kremlin considera “alarmantes” os recentes comentários do Presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Joe Biden, acerca do homólogo…
Moçambique: Reféns dos terroristas chegam na vila de Macomia

Moçambique: Reféns dos terroristas chegam na vila de Macomia

É considerado o maior número de reféns que na história da insurgência foram libertos pelo grupo que desde 5 de…
Cabo Verde: Eleito novo presidente da UCID

Cabo Verde: Eleito novo presidente da UCID

A União Cabo-Verdiana Independente e Democrática (UCID) tem um novo presidente. João Luís foi eleito na noite de sábado, 26…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin