Cultura

“Rota Poética ao Sul” traça o seu caminho em Lisboa, Portugal

O lançamento oficial do livro “Rota poética ao Sul” será no próximo dia 27 de Julho às 17.30, no Chiado Clube Literário em Lisboa, que contará com a presença poeta São tomense Carlos Cardoso em parceria com o escritor João Furtado e ainda do músico Tonecas Prazeres. Esta aventura levada a cabo pelos dois autores culminou num livro único “carregado de sentimentos” que é mais do que um livro de poesia, é também “um roteiro e um guia” de São Tomé e Príncipe.

Carlos Cardoso, programador de robots industriais a viver atualmente em Roterdão, na Holanda, começou a escrever ainda muito jovem, na adolescência, “na altura que nos começamos a apaixonar e como era muito tímido, a poesia era uma forma de me aproximar das raparigas”. À medida que foi escrevendo mais, começou a ganhar mais confiança e a receber cada vez mais comentários positivos, é por isso que garante que “a poesia é o grito que liberta”.

Em 1997 muda-se para Portugal e continua a escrever com maior intensidade, juntando aos sentimentos de amor da adolescência, outros sentimentos mais fortes como a saudade e o desapego. Foi em 2002 quando se mudou para Roterdão que se sentiu verdadeiramente “um peixe fora de água”, não tinha amigos, ouvia uma língua diferente e aí começou a encontrar na poesia forças para suportar “as saudades que sentia da comida, dos amigos, da ilha…”

Finalmente em 2015, depois de muitos incentivos e apoio dos vários amigos que foi encontrando na Holanda, especialmente da comunidade cabo-verdiana, nasce o primeiro livro do autor “Poesia para Todos”. O título do livro surgiu quando ao folhear as páginas percebeu que “aqueles poemas eram desabafos de adolescente”, com “metáforas simples que estavam ao alcance de todos. Ao primeiro sucesso seguiram-se outros como  Somos Todos Primos – Um diálogo de emoções (2016), sendo este último fruto de uma parceria com Alda Batista e em 2017, participou nas Antologias Abraço Poético Galiza-Cabo Verde, Nau da Lusofonia e Terra de Poetas (as duas últimas do Grupo Souespoeta).

O último livro “Rota poética ao Sul” marca o reencontro do autor com as suas raízes, sendo esta obra consagrada à cultura São Tomense, aos descobrimentos e ao colonialismo, como Carlos Cardoso afirma é também um livro didático.

“A perspetiva é  que o livro possa ser traduzido noutras línguas e que mais gente se interesse pela riqueza cultural de São Tomé e do mundo lusófono”.

O poeta refere ainda que gosta de escrever sempre que possível com outros autores pois “os poemas falam uns com os outros”. Em relação à ausência de poesia do mundo dos mais jovens, o autor confessa que ficou agradavelmente surpreendido pelo impacto do livro junto dos mais jovens em São Tomé, levando-o  a desenvolver o projeto “Somos Todos Poetas”, em parceria com a poetisa Alda Batista, que pretende desvendar o talento dos jovens são tomenses para a poesia.

 

 

 

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo