Vida

Em 2016 morreram 93 profissionais de comunicação no exercício das suas funções

Em 2016 morreram 93 profissionais dos media num total de 23 países, durante o exercício das suas funções. Estes são dados revelados pela Federação Internacional de Jornalistas (IFJ) na passada sexta-feira dia 30 de dezembro. No comunicado destaca-se a declaração do Secretário-Geral da Federação Internacional dos Jornalistas Anthony Bellanger, que diz ser urgente que os governos investiguem de forma credível e rápida as mortes e os desaparecimentos dos jornalistas, para que se possa “proteger a integridade física e a independência profissional”.

De acordo com os registos da IFJ em 2016 morreram, por ordem decrescente, 30 jornalistas no Médio Oriente, 28 na região da Ásia e do Pacífico, 24 na América, 8 jornalistas em África e apenas 3 na Europa.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo