Canadianos vão estudar os efeitos do fumo da cannabis no desenvolvimento do cérebro

O farmacologista Robert Laprairie, da Universidade de Saskatchewan (USask) no Canadá, vai desenvolver um estudo para determinar como o uso de cannabis pela mãe durante a gravidez afeta o cérebro do feto em desenvolvimento que ela carrega.

“Após  legalização  da  cannabis  no Canadá  em 2018, há uma preocupação merecida de que as pessoas possam procurar a cannabis para uso medicinal ou recreativo durante a gravidez”, refere Laprairie. Embora algumas pessoas acreditem que a cannabis ajuda a reduzir as náuseas durante a gravidez,  Laprairie  avisa que “Há um equívoco geral entre o público de que, por ser natural, é seguro. Mas é uma droga como qualquer outra. ”   

Há alguns dados disponíveis de estudos em humanos que mostram que bebés expostos ‘in utero’ ao fumo de cannabis pesam menos e têm pés mais curtos. Estudos feitos em ratos descobriram que os canabinóides injetados levam ao aumento da ansiedade, déficits de aprendizagem e alterações metabólicas em crias. No entanto, a cannabis injetada difere significativamente da cannabis da planta inteira que é fumada, que contém outros ingredientes psicoativos além de apenas o THC.  

“Há algum trabalho feito, mas precisamos de aprofundar”, salienta Laprairie que irá trabalhar com mais três cientistas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

UE sofre mais custos energéticos com sanções à Rússia

UE sofre mais custos energéticos com sanções à Rússia

A Comissão Europeia assumiu nesta quarta-feira, 02 de março, que as sanções da União Europeia (UE) à Rússia vão ter “custos…
EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

Os Estados Unidos da América (EUA) sugerem que a Rússia seja excluída do Conselho dos Direitos Humanos. A proposta foi…
Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

O ministro conselheiro da Rússia em Moçambique, Dimitri Sorokin, garantiu que a guerra na Ucrânia não afeta as relações de…
Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Igor Mazepa Baran tem 57 anos de idade e vive na cidade de Curitiba, no Brasil. É brasileiro com descendência…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin