Casos de demência vão triplicar até 2050, segundo novo estudo

As tendências previstas para o aumento do tabagismo, índice de massa corporal e açúcar no sangue devem aumentar a prevalência da demência em 6,8 milhões casos até 2050. Os dados são do Institute for Health Metrics and Evaluation da University of Washington School of Medicine.

O maior aumento na prevalência é projetada para ser no leste da África subsaariana, norte de África e Médio Oriente. “As melhorias no estilo de vida de adultos em países desenvolvidos – incluindo o aumento do acesso à educação e maior atenção aos problemas de saúde cardíaca – reduziram a incidência nos últimos anos, mas o número total de demência ainda está a aumentar devido ao envelhecimento da população”, disse Maria C. Carrillo, diretora científica da Associação de Alzheimer. “Além disso, a obesidade, o diabetes e o estilo de vida sedentário em pessoas mais jovens estão a aumentar rapidamente e esses são fatores de risco para a demência.”

O Instituto Nacional do Envelhecimento dos EUA estima que as pessoas com mais de 65 anos representarão 16% da população mundial em 2050 – este valor era de 8% em 2010. Os novos dados de prevalência global foram relatados na Alzheimer’s Association International Conference® (AAIC®) 2021 em Denver e virtualmente.

Também foram relatados no AAIC 2021 dois outros estudos de prevalência / incidência. As principais descobertas incluem:

  • A cada ano, estima-se que 10 em cada 100.000 indivíduos desenvolvam demência com início precoce (antes dos 65 anos). Isso corresponde a 350.000 novos casos de demência de início precoce por ano, em todo o mundo.
  • De 1999 a 2019, a taxa de mortalidade nos Estados Unidos por Alzheimer na população geral aumentou significativamente de 16 para 30 mortes por 100.000, um aumento de 88%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin