Nova terapia repara com sucesso lesões graves da medula espinhal

Investigadores desenvolveram uma terapia injetável baseada em nanofibras que permitiu a ratos paralisados ​​com graves lesões na medula espinhal recuperassem a capacidade de andar.

Os investigadores da Northwestern University desenvolveram esta nova terapia injetável que aproveita “moléculas dançantes” para reverter a paralisia e reparar o tecido após graves lesões na medula espinhal. No estudo, os cientistas administraram uma única injeção nos tecidos ao redor da medula espinhal de ratos paralisados. Apenas quatro semanas depois, os animais recuperaram a capacidade de andar.

Ao enviar sinais bioativos para estimular as células a repararem-se e regenerarem-se, a terapia inovadora melhorou drasticamente as medulas espinhais gravemente feridas de cinco maneiras principais: (1) As extensões cortadas dos neurónios, chamadas axônios, regeneradas; (2) tecido cicatricial, que pode criar uma barreira física para regeneração e reparo, significativamente diminuído; (3) mielina, a camada isolante de axônios que é importante na transmissão de sinais elétricos com eficiência, reformada em torno das células; (4) vasos sanguíneos funcionais formados para fornecer nutrientes às células no local da lesão; e (5) mais neurónios motores sobreviveram.

A pesquisa foi publicada na edição de 12 de novembro da revista Science .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin