Qualidade do ar no local de trabalho pode afetar a cognição e a produtividade dos funcionários

A qualidade do ar dentro do local de trabalho pode ter impactos significativos na função cognitiva dos funcionários, incluindo tempos de resposta e capacidade de concentração, e também pode afetar a produtividade, de acordo com um novo estudo conduzido pela Harvard TH Chan School of Public Health.

O estudo de um ano, que incluiu participantes em escritórios de seis países de uma grande variedade de campos, incluindo engenharia, investimento imobiliário, arquitetura e tecnologia, descobriu que concentrações aumentadas de partículas finas (PM2,5) e taxas de ventilação mais baixas estavam associadas a tempos de resposta mais lentos e redução da precisão numa série de testes cognitivos.

Os investigadores observaram uma função cognitiva prejudicada em concentrações de PM2,5 e CO 2 que são comuns em ambientes internos.

Jose Guillermo Cedeño Laurent, do Departamento de Saúde Ambiental e principal autor do estudo referiu que “O estudo confirmou como as baixas taxas de ventilação afetam negativamente a função cognitiva. No geral, o estudo sugere que a má qualidade do ar interno afeta a saúde e a produtividade significativamente mais do que percebíamos anteriormente.”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Angola: TAAG vai receber cinco aviões novos até ao final de 2024

Angola: TAAG vai receber cinco aviões novos até ao final de 2024

A companhia TAAG Linhas Áreas de Angola vai receber cinco novos aviões até ao final de 2024.   Estas novas…
Brasil: Escritor português integra festival literário brasileiro que aposta na “equidade”

Brasil: Escritor português integra festival literário brasileiro que aposta na “equidade”

O Festival Literário Internacional de Araxá (Fliaraxá), que terá lugar entre os dias 19 e 23 de junho, no município…
Cabo Verde: Preço dos combustíveis baixam 6 % em junho

Cabo Verde: Preço dos combustíveis baixam 6 % em junho

A Autoridade Reguladora Multissectorial da Economia (ARME) divulgou que os preços máximos dos combustíveis ficaram mais baratos em média 6%…
Moçambique quer angariar USD 80 mil milhões para transição energética

Moçambique quer angariar USD 80 mil milhões para transição energética

Moçambique está a tentar mobilizar 80 mil milhões de dólares americanos para pôr em prática a estratégia de transição energética…