Covid-19 aumentou as mortes em 16% nos países da OCDE e também afetou a saúde mental

A pandemia Covid-19 causou um aumento de 16% nas mortes esperadas entre os 38 membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Económico, tendo efeitos na esperança média de vida em 24 dos 30 membros, disse a organização esta terça-feira.

A esperança média de vida caiu mais na Espanha e nos Estados Unidos, disse o grupo, com os Estados Unidos a perder 1,6 anos de vida per capita em média durante o ano e meio da pandemia até agora, e a Espanha a perder 1,5 ano, disse a OCDE . “A COVID 19 contribuiu, direta e indiretamente, para um aumento de 16% no número esperado de mortes em 2020 e na primeira metade de 2021 nos países da OCDE”, disse o grupo em seu relatório.

O número global de mortos para Covid-19 ultrapassou a marca de 5 milhões na semana passada, de acordo com a Universidade John Hopkins. O relatório encontrou poucas mudanças nos países que desfrutam das esperanças de vida comparativas mais longas. “Japão, Suíça e Espanha lideram um grande grupo de 27 países da OCDE nos quais a expectativa de vida ao nascer ultrapassava 80 anos em 2019”, diz o relatório.

“Um segundo grupo, incluindo os Estados Unidos e vários países da Europa Central e Oriental, tinha uma expectativa de vida entre 77 e 80 anos. O México e a Letônia tinham a expectativa de vida mais baixa, menos de 76 anos.” A expectativa de vida tem aumentado no século passado, embora esse crescimento tenha diminuído nos últimos anos e a pandemia tenha tido um efeito agudo.

“A COVID 19 atingiu desproporcionalmente as populações vulneráveis. Mais de 90% das mortes registadas de COVID 19 ocorreram entre pessoas com 60 anos ou mais. Também houve um claro gradiente social, com pessoas desfavorecidas, pessoas que vivem em áreas carentes e a maioria das minorias étnicas e imigrantes com maior risco de infecção e morte “, acrescentou o relatório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Brasil: FMI anuncia previsão negativa para o crescimento do Brasil em 2022, apenas 0,3%
O Fundo Monetário Internacional (FMI) derrubou as suas previsões de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2022…
Moçambique: PM observa impacto da depressão tropical Ana em Nampula

Moçambique: PM observa impacto da depressão tropical Ana em Nampula

O primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário, inicia nesta quarta-feira, 26 de janeiro, uma visita de trabalho à província de…
Cabo Verde: PAICV diz que falta de voos domésticas e custos elevados são grandes obstáculos ao desenvolvimento económico

Cabo Verde: PAICV diz que falta de voos domésticas e custos elevados são grandes obstáculos ao desenvolvimento económico

A declaração foi feita pelo porta-voz da Bancada parlamentar do PAICV, Walter Évora, durante a conferência de imprensa de balanço…
Angola: Governo aprova plano de endividamento para 2022

Angola: Governo aprova plano de endividamento para 2022

A Comissão Económica do Conselho de Ministros de Angola aprovou nesta terça-feira, 25 de janeiro, o Plano Anual de Endividamento…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin