Dieta mediterrânea pode proteger contra a perda de memória e demência

A doença de Alzheimer é causada por depósitos de proteínas no cérebro e pela rápida perda de matéria cerebral, no entanto, investigadores descobriram que uma dieta mediterrânea rica em peixes, vegetais e azeite pode proteger o cérebro desses desencadeadores da doença.

Cientistas do DZNE, liderados por Michael Wagner, descobriram que um padrão alimentar regular semelhante ao mediterrâneo com ingestão relativamente maior de vegetais, legumes, frutas, cereais, peixes e azeite de oliva, podem proteger contra depósitos de proteínas no cérebro e atrofia cerebral. Essa dieta tem baixo consumo de laticínios e carnes vermelhas.

Participaram no estudo 512 indivíduos com idade média de 70 anos. 169 deles eram cognitivamente saudáveis, enquanto 343 foram identificados como tendo um risco maior de desenvolver a doença de Alzheimer.

“As pessoas na segunda metade da vida têm hábitos alimentares constantes. Analisamos se os participantes do estudo comem regularmente uma dieta mediterrânea – e se isso pode ter um impacto na saúde do cérebro”, referiu Michael Wagner. Os investigadores descobriram que aqueles que comiam uma dieta não saudável tinham mais níveis patológicos dos biomarcadores ligados ao Alzheimer do que aqueles que comiam regularmente uma dieta semelhante à do Mediterrâneo.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

STP: MLSTP acredita na vitória nas eleições

STP: MLSTP acredita na vitória nas eleições

O Presidente do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe/Partido Social Democrata (MLSTP/PSD) Jorge Bom Jesus, acredita numa “vitória”…
STP: Acabou a campanha para as eleições do próximo dia 25

STP: Acabou a campanha para as eleições do próximo dia 25

Terminou esta sexta-feira em São Tomé e Príncipe, a campanha eleitoral para as eleições legislativas, autárquicas e regionais marcada para…
Angola: Remessas dos portugueses no país sobem 37,5%

Angola: Remessas dos portugueses no país sobem 37,5%

As remessas da diáspora portuguesa em Angola aumentaram 37,5% em julho, o que significa 41,3 milhões de euros. Estes são…
Cabo Verde: Dívida pública atingiu 152,5% do PIB

Cabo Verde: Dívida pública atingiu 152,5% do PIB

O Ministério das Finanças de Cabo Verde indica que o ‘stock’ da dívida pública aumentou, até julho, 152,5% do Produto Interno…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin