Emissões da produção de alimentos representam mais de um terço do total global

A produção de alimentos contribui com cerca de 37% para a emissão de gases de efeito estufa (GEE), mostrando o enorme impacto que a nossa dieta têm sobre as mudanças climáticas. Além disso, os alimentos de origem animal geram quase o dobro das emissões comparativamente aos alimentos de origem vegetal.

“Muitos estudos já foram publicados sobre o assunto, mas o nosso é o primeiro que quantifica explicitamente as emissões da produção vegetal e animal em escala global”, diz Atul Jain, da Universidade de Illinois.

Jain e os seus colegas usaram dados de mais de 200 países para estimar que a produção de alimentos representa cerca de 35 por cento das emissões totais de GEE, aumentando para 37 por cento quando as emissões de distúrbios relacionados aos alimentos, como queima de savana, são incluídas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin