Brasil: País tem um dos 25 casos do mundo da nova variante da covid-19 Deltacron

Uma jornalista brasileira, de 26 anos, foi a primeira pessoa no país a ser diagnosticada com a novíssima variante do coronavírus – a Deltacron, que mistura características da Delta e da Omicron.

Camila Fiorini é uma das 25 pessoas em todo o mundo que estão infectadas pela nova variante do coronavírus. Ela testou positivo após passar as férias na Europa.

“Uma das maiores características de que eu não estou só com a Omicron é que ela normalmente não causa perda de olfato e paladar, foi o que o médico falou comigo. E eu tive [ausência de olfato e paladar] por conta da mistura com a Delta” – disse a jornalista.

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais, informou que até a terça-feira (11) não foi notificada a presença da variante Deltacron no estado.

A nova variante foi descoberta pelo professor de ciências biológicas da Universidade de Chipre e chefe do Laboratório de Biotecnologia e Virologia Molecular, Leondios Kostrikis, e até o momento, não se sabe exatamente o nível de contágio da nova cepa.

Carlos Vasconcelos – Correspondente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin