Especial COVID-19

Equipa da OMS chega a Wuhan, na China, para investigar a origem do coronavírus

Uma equipa de dez especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS), designada para investigar as origens do coronavírus, chegou esta quinta-feira à cidade chinesa de Wuhan, onde o vírus surgiu pela primeira vez em dezembro de 2019.

A missão há muito adiada para investigar as origens da Covid-19 ocorre no momento em que a China relatou a sua primeira morte causada pelo vírus em oito meses, num ressurgimento de casos de coronavírus

A emissora estatal chinesa CGTN transmitiu a chegada do avião proveniente de Singapura para uma investigação que deve durar várias semanas.

Entretanto, a imprensa estatal chinesa Global Times informou que a equipa da OMS realizou testes no aeroporto de Wuhan, e ficará em quarentena durante 14 dias de acordo com os regulamentos.

Peter Ben Embarek, líder da equipa para a missão da OMS, disse que o grupo começaria com uma quarentena de duas semanas num hotel devido aos requisitos de fronteira da China.

“E então, depois de duas semanas, poderemos nos movimentar e encontrar os nossos colegas chineses pessoalmente e ir para os diferentes locais que desejaremos visitar”, disse, salvaguardando que “pode ​​ser uma jornada muito longa antes de termos um entendimento completo do que aconteceu”.

De acordo com os especialistas, resolver o mistério de como o Covid-19 passou dos animais para os humanos é crucial para prevenir outra pandemia.

A Covid-19 matou cerca de dois milhões de pessoas desde que o surto surgiu em Wuhan, na China.

Milhares de mutações no vírus mortal ocorreram à medida que foram acontecendo os contágios em todo o mundo, mas novas variantes detetadas recentemente no Reino Unido e na África do Sul são aparentemente mais contagiosas.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo