Especial COVID-19 | Europa

Europa está a pagar “preço elevado” por incumprimento do isolamento, aponta OMS

OMS

Os novos confinamentos que estão a ser implementados são o ‘preço’ que os países estão a pagar por não assegurarem que as pessoas infetadas cumprem o auto-isolamento, revela Margaret Harris, especialista da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A OMS não recomenda o confinamento como o principal método de combate à covid-19.  Pelo contrário, tem afirmado que a chave para controlar epidemias é testar pessoas, rastrear os seus contactos e assegurar que todos aqueles que testam positivos ou que estiveram perto de alguém infetado sejam colocados em quarentena.

Embora alguns países tenham aumentado significativamente o número de testes realizados, a OMS considera que o rastreio de contactos tem sido insuficiente. Estudos demonstram, por exemplo, que, no Reino Unido, apenas 20% das pessoas cumprem plenamente o autoisolamento.

“Para mim, o que se passa em muitos países europeus é a falta de gestão do isolamento”, disse Margaret Harris, da OMS. “Não me refiro apenas ao isolamento de pessoas infetadas, refiro-me também ao isolamento de pessoas que têm contactos de primeiro grau com alguém positivo”, sublinhou.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo