África Subsaariana | Especial COVID-19

Gâmbia repõe estado de emergência devido a aumento de casos COVID-19

O governo da Gâmbia impôs na quarta-feira um estado de emergência de 21 dias e toque de recolher de noite (22:00 às 05:00) devido a uma recente onda de casos de coronavírus no país. O governo também encerrou as fronteiras e o espaço aéreo do país.

“Todas as fronteiras terrestres, marítimas e aéreas da Gâmbia permanecem fechadas. A entrada e saída de pessoas na Gâmbia estão suspensas, exceto para diplomatas, motoristas de mercadorias essenciais e pessoas que procuram atendimento médico urgente no exterior”, refere o comunicado do governo.

Segundo o comunicado serão permitidos voos de carga e humanitários/de emergência que evacuem gambianos, diplomatas ou trabalhadores humanitários.

Essas exceções envolvem aprovações prévias. “Qualquer passageiro destinado à Gâmbia deve estar na posse de um certificado válido nos pontos de partida, indicando que fez o teste Covid-19 com um resultado negativo pelo menos 72 horas antes do embarque. Quem violar o regulamento incorre numa multa de cinco mil Dalasi da Gâmbia”, afirma o comunicado.

O governo também fechou todos os locais de culto e escolas. Apenas um número selecionado de estabelecimentos pode continuar a funcionar. As exceções dizem respeito a supermercados, mercados, bancos e todas as empresas classificadas como essenciais.

Além desses casos, apenas os trabalhadores em funções oficiais devido ao Covid-19, ambulâncias e funcionários públicos em missões essenciais estão isentos.

De acordo com dados do Ministério da Saúde do país, os casos de Covid-19 aumentaram mais de 60% nos últimos sete dias. Até ao momento, o país registou quase 800 casos, com 16 mortes. Esse aumento é atribuído aos cidadãos que relaxam as medidas de proteção aconselhadas.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo