Especial COVID-19

Medicamentos para hipertensão aumentam o risco de infeção grave por COVID-19

A COVID-19 atinge as pessoas de maneira diferente. Algumas pessoas apresentam sintomas extremamente intensos, enquanto outras não apresentam sintoma nenhum. Sabe-se que pessoas com hipertensão, diabetes, doenças renais e cardíacas têm maior risco de infecção grave por COVID-19. Agora, cientistas da Universidade de Waterloo descobriram que é por causa dos medicamentos que essas pessoas tomam.

Algumas pessoas são consideradas como estando no “grupo de risco” no que diz respeito aos riscos associados à infecção por COVID-19. Idosos e pessoas com doenças crónicas enquadram-se nessa categoria. No entanto, não se trata apenas de doenças que algumas pessoas têm – a medicação também pode ter um efeito negativo.

Os investigadores usaram um modelo matemático único para prever a gravidade do COVID-19 em pacientes e descobriram que os inibidores da enzima conversora da angiotensina (IECA) e os bloqueadores do receptor da angiotensina II (ARB) aumentam o risco de infecção grave. Os medicamentos IECA e ARB são usados ​​por pessoas com hipertensão, diabetes, doenças renais e cardíacas.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo